Bem-Vindo à Página Oficial do Agrupamento de Escolas de Góis

CONTRATAÇÃO DE ESCOLA DO GRUPO 110 – 1º CICLO – 7h

Aviso de Abertura

Encontra-se aberto o concurso de Contratação de Escola para o horário do grupo de recrutamento 110 – 1º Ciclo – 7 horas, para o Agrupamento de Escolas de Góis, até ao dia 17 de maio de 2021.

Modalidade de contrato a termo resolutivo: Contrato Individual de Trabalho

Duração do contrato: Temporário

Local de trabalho: Escola Básica de Vila Nova do Ceira

Caracterização das funções: Docência

Para o presente procedimento concursal, o tempo de serviço a considerar deverá ser contabilizado até 31 de agosto de 2020.

Os candidatos deverão enviar os comprovativos das habilitações e do tempo de serviço indicado na candidatura para o email da Direção: direcao@aegois.com, durante o período em que decorre a candidatura. As 7h são distribuídas da seguinte forma: 1 dia da semana com 5h letivas (art 79º) e outro dia com 2h de apoio educativo.

 

CRITÉRIOS PARA CONTRATAÇÃO DE ESCOLA

Os critérios de seleção de candidatos à docência no Agrupamento de Escolas de Góis estão de acordo com a legislação em vigor e que se encontram na Página da DGAE, no SIGRHE.

 

Góis, 12 de maio de 2021

A Diretora do Agrupamento: Cristina Maria dos Santos Martins

MATRÍCULAS PARA A EDUCAÇÃO PRÉ-ESCOLAR E 1º ANO DE ESCOLARIDADE DO ENSINO BÁSICO

 (Conforme Despacho Normativo n.º 6/2018, de 12 de abril, com a redação dada pelo Despacho n.º 5/2020, de 21 de abril, com as alterações introduzidas pelo Despacho Normativo n.º 10-B/2021, de 14 de abril)

 

DE 15 DE ABRIL A 14 DE MAIO DE 2021

         De acordo com o disposto na legislação em vigor, as matrículas para a Educação Pré-Escolar e para o 1º ano de escolaridade devem ser realizadas, preferencialmente via Internet, no portaldasmatriculas.edu.gov.pt, com recurso à autenticação através de cartão de cidadão, chave móvel digital ou credenciais de acesso ao Portal das Finanças.

As matrículas deverão ser realizadas no Portal das Matrículas, preferencialmente, pelos próprios encarregados de educação, ou de modo presencial através de marcação prévia ligando para o 235 770 150, nos Serviços Administrativos do Agrupamento de Escolas de Góis. O atendimento presencial na Escola está sujeito ao cumprimento das regras em vigor pela Direção Geral de Saúde que estiver em vigor no dia do atendimento presencial (uso de máscara). Neste caso, os Encarregados de Educação devem fazer-se acompanhar dos seguintes documentos (indispensáveis ao registo da matrícula) até ao próximo dia 14 de MAIO impreterivelmente.

 

1) Encarregado/a de Educação:

  • Documento de identificação civil (B.I./ cartão de cidadão e respetivos pins, passaporte);

Documentos para consulta e carregamento de dados na Aplicação Informática:

  • Número de identificação fiscal;
  • Número de identificação da segurança social/ADSE ou outro subsistema de saúde;
  • Documento comprovativo da morada da residência;
  • Documento comprovativo da morada do local de trabalho;
  • Documento de identificação civil do pai e da mãe para consulta de dados (B.I./ cartão de cidadão, passaporte).

 

2) Aluno/a:

  • Documento de identificação civil (B.I./ cartão de cidadão e respetivos pins, passaporte);
  • O número de identificação fiscal (NIF) da criança, no caso de o terem atribuído;
  • Os dados relativos à composição do agregado familiar por último validados pela Autoridade Tributária;
  • O número de utente do Serviço Nacional de Saúde (NSNS)
  • O NISS das crianças e alunos beneficiários da prestação social de abono de família que
  • seja pago pela segurança social;
  • 1 Foto atualizada para digitalização.

 

3) Anexo ao processo de matrícula segue:

– Autorização Geral do Agrupamento (impresso disponível nos Serviços Administrativos e AQUI) que deverá enviar para o email: geraleb23gois@gmail.com

– Dados do pai, da mãe e do encarregado (impresso disponível nos Serviços Administrativos e AQUI) que deverá enviar para o email: geraleb23gois@gmail.com

– Autorização de Saída da Escola (impresso disponível nos Serviços Administrativos e  AQUI) que deverá enviar para o email: geraleb23gois@gmail.com

– Ficha de Inscrição nas Atividades de Complemento da Educação Pré-Escolar (impresso disponível nos Serviços Administrativos e AQUI) que deverá enviar para o email: geraleb23gois@gmail.com

– Ficha de Inscrição nas Atividades de Enriquecimento Curricular (AEC) – 1º Ciclo (impresso disponível nos Serviços Administrativos e AQUI) que deverá enviar para o email: geraleb23gois@gmail.com

– Ficha de Inscrição Geral das AAAF e CAF (impresso disponível nos Serviços Administrativos e aqui AQUI) que deverá enviar para o email: geraleb23gois@gmail.com

– Solicitação de Transporte Escolar (Câmara e Transdev) – (impresso disponível nos Serviços Administrativos e Transporte Escolar – Câmara E Documento Transdev) que deverá enviar para o email: geraleb23gois@gmail.com

 

4) Declaração de escalão de Abono de Família de 2021 (documento extraído do portal da Segurança Social Direta), que deverá enviar para o email: geraleb23gois@gmail.com

 

5) Certidão da composição do agregado familiar (documento extraído do portal da Autoridade Tributária), apenas para os casos em que o encarregado não seja o pai ou a mãe, que deverá enviar para o email: geraleb23gois@gmail.com;

 

6) Boletim de saúde, com as vacinas atualizadas;

 

7) Entrega de Documentação quando exista N.E. (Necessidades Educativas).

 

Observações: Alertam-se os encarregados de educação para o facto de a cédula de nascimento não ser considerada um documento de identificação civil válido no registo da matrícula.

Góis, 15 de abril de 2021

A Diretora do Agrupamento: Cristina Maria dos Santos Martins

PPT_Matriculas – EE_Regras_Ano Letivo_2021_2022

CONTRATAÇÃO DE ESCOLA DO GRUPO 320 – FRANCÊS – 12h

Aviso de Abertura

Encontra-se aberto o concurso de Contratação de Escola para o horário do grupo de recrutamento 320 – Francês – 12 horas, para o Agrupamento de Escolas de Góis, até ao dia 14 de abril de 2021.

Modalidade de contrato a termo resolutivo: Contrato Individual de Trabalho

Duração do contrato: Temporário

Local de trabalho: Escola Básica de Góis – 3º Ciclo

Caracterização das funções: Docência

Para o presente procedimento concursal, o tempo de serviço a considerar deverá ser contabilizado até 31 de agosto de 2020.

Os candidatos deverão enviar os comprovativos das habilitações e do tempo de serviço indicado na candidatura para o email da Direção: direcao@aegois.com, durante o período em que decorre a candidatura.

 

CRITÉRIOS PARA CONTRATAÇÃO DE ESCOLA

Os critérios de seleção de candidatos à docência no Agrupamento de Escolas de Góis estão de acordo com a legislação em vigor e que se encontram na Página da DGAE, no SIGRHE.

Góis, 9 de abril de 2021

A Diretora do Agrupamento: Cristina Maria dos Santos Martins

Regulamento do Orçamento Participativo das Escolas – 3º Ciclo

Apresentação da calendarização do Orçamento Participativo das Escolas 2020/2021, tendo em conta a informação da DGE

Etapas e prazos

O orçamento participativo é organizado, em cada ano civil, em cada uma das escolas, de acordo com os seguintes procedimentos:

  1. a) Divulgação dos novos prazos para a apresentação de propostas até 12 de abril;
  2. b) Desenvolvimento e apresentação de propostas – até 10 de maio, inclusive;
  3. c) Divulgação e debate das propostas – nos 10 dias úteis anteriores à votação;
  4. d) Votação das propostas – no dia 31 de maio;
  5. e) Apresentação dos resultados – até cinco dias úteis após a votação;
  6. f) Planeamento da execução – até ao final do mês de julho;
  7. g) Execução da medida – até ao final do respetivo ano civil.

 

O presente Regulamento foi publicado, no Diário da República, em anexo ao Despacho n.º 436-A/2017. com as devidas adaptações tendo em conta as orientações da DGE e a realidade da Escola:

 

Artigo 1.º

Âmbito

O presente regulamento aplica-se ao orçamento participativo das escolas com alunos do 3.º ciclo do ensino básico e/ou do ensino secundário que frequentem estabelecimentos públicos de ensino.

 

Artigo 2.º
Etapas e prazos

O orçamento participativo é organizado, em cada ano civil, em cada uma das escolas descritas no artigo anterior, de acordo com os seguintes procedimentos:

  1. a) Divulgação dos novos prazos para a apresentação de propostas até 12 de abril;
  2. b) Desenvolvimento e apresentação de propostas – até 10 de maio, inclusive;
  3. c) Divulgação e debate das propostas – nos 10 dias úteis anteriores à votação;
  4. d) Votação das propostas – no dia 31 de maio;
  5. e) Apresentação dos resultados – até cinco dias úteis após a votação;
  6. f) Planeamento da execução – até ao final do mês de julho;
  7. g) Execução da medida – até ao final do respetivo ano civil.

 

Artigo 3.º
Coordenação da medida

1 – A nível nacional, o orçamento participativo é coordenado pelo Instituto de Gestão Financeira da Educação I.P. (IGeFE, I.P.), em articulação com a Direção-Geral dos Estabelecimentos Escolares (DGEstE).

2 – Em cada uma das escolas inseridas no âmbito do artigo 1.º do presente regulamento, o Diretor do agrupamento de escolas ou escola não agrupada coordena localmente a medida e deve garantir que o orçamento participativo é, conjuntamente com o montante em causa, objeto da adequada divulgação pública, nomeadamente afixado em locais próprios da escola, nos espaços do estabelecimento na internet e diretamente aos estudantes através dos diretores de turma.

3 – O Diretor pode, por escola com orçamento participativo, delegar num docente a sua responsabilidade de coordenação local da medida.

 

Artigo 4.º
Desenvolvimento das propostas

1 – As propostas são elaboradas por estudantes do 3.º ciclo do ensino básico e/ou do ensino secundário identificam claramente uma melhoria pretendida na escola, através da aquisição de bens e/ou serviços que sejam necessários ou convenientes para a beneficiação do espaço escolar e/ou da forma da sua utilização ou destinados a melhorar os processos de ensino aprendizagem e do qual possa beneficiar ou vir a beneficiar toda a comunidade escolar.

2 – Em cada uma das escolas abrangidas pelo presente regulamento, o coordenador local deve garantir aos estudantes o espaço para informação, reflexão e debate acerca do orçamento participativo.

3 – O coordenador local da medida deve prestar apoio aos estudantes a desenvolver propostas em áreas de interesse dos próprios, por meios presenciais e/ou eletrónicos.

 

Artigo 5.º
Processo

1 – As propostas são entregues até ao dia 10 de maio, inclusive, presencialmente, na secretaria do estabelecimento de ensino, ou através de meios eletrónicos a divulgar nos termos da alínea a) do artigo 2.º.

2 – Cada proposta de orçamento participativo deve:

  1. Ser subscrita, individualmente, por um estudante proponente, ou em grupo, por um máximo de 5 estudantes proponentes;
  2. Ser apoiada por, pelo menos, 5% dos estudantes do 3.º ciclo do ensino básico e/ou do ensino secundário, que frequentem a escola em causa, sendo claramente identificados pelo seu nome, número de estudante e assinatura.

3 – As propostas são contidas num texto até 1000 palavras, com ou sem imagem ilustrativa, e devem referir expressamente a sua compatibilidade com outras medidas em curso na escola e a sua exequibilidade com a dotação local atribuída ao orçamento participativo.

4 – De 11 a 14 de maio deve realizar-se uma reunião entre a coordenação local da medida e os proponentes das várias propostas, no sentido de clarificar e ajustar as propostas aos recursos providenciados por esta medida, sendo possível, nesta fase, o aperfeiçoamento, a fusão ou a desistência de propostas.

 

Artigo 6.º
Divulgação e debate das propostas

O coordenador local da medida:

  1. Pode excluir, antes do período de divulgação e debate, propostas que não cumpram o disposto no n.º 1 do artigo 4.º, que sejam contrárias ao projeto educativo ou que não sejam, manifestamente, exequíveis;
  2. Deve promover a divulgação, até 10 dias úteis antes da votação, em locais visíveis da escola e por meios eletrónicos, as várias propostas aprovadas;
  3. Deve permitir aos proponentes o desenvolvimento de atividades de divulgação e debate acerca das suas propostas, no espaço escolar, durante os 10 dias úteis anteriores à votação, desde que não perturbem o normal funcionamento da escola;
  4. Deve intervir imediatamente, no sentido de impedir quaisquer atos de intimidação ou silenciamento que perturbem os princípios da liberdade de expressão e igualdade de oportunidades.

 

Artigo 7.º
Votação e divulgação de resultados

1 – O Conselho Geral do agrupamento de escolas ou escola não agrupada nomeia, por cada escola abrangida, uma comissão eleitoral, composta por um professor e um conjunto de estudantes que possam assegurar o regular funcionamento das mesas de voto, sem prejudicar a normal prestação e assistência às atividades letivas.

2 – À comissão eleitoral compete garantir:

  1. a) A abertura da mesa de voto ou de várias mesas de voto, em locais visíveis da escola, mas que garantam a tranquilidade do processo, no Dia do Estudante ou num dia próximo, nos termos definidos na alínea d) do artigo 2.º;
  2. b) A possibilidade de todos os estudantes do 3.º ciclo do ensino básico e/ou do ensino secundário votarem, em liberdade, na proposta da sua preferência;
  3. c) A contagem dos votos, no próprio dia, e a apresentação pública dos resultados, no máximo, cinco dias úteis após a votação.

3 – Caso só se encontre uma proposta a votação, a mesma só é considerada aprovada se obtiver 50% mais um dos votos.

4 – Podem ser estabelecidos regulamentos eleitorais a nível de agrupamento de escolas ou escola não agrupada que concretizem e especifiquem algumas das regras relativas à votação.

 

Artigo 8.º
Planeamento e execução

1 – O Diretor e o Conselho Administrativo do agrupamento de escolas ou escola não agrupada devem:

  1. a) Incluir a proposta vencedora, na sua programação de atividades, estudando a melhor forma de a executar;
  2. b) Concretizar a proposta vencedora até ao final do ano civil;
  3. c) Zelar para que a intervenção na escola produza os efeitos desejados e seja assegurado o bom uso e a manutenção posterior dos equipamentos ou serviços adquiridos.

2 – Após a execução da proposta vencedora, caso se trate de proposta de beneficiação do espaço escolar e/ou da forma da sua utilização, deve garantir-se que o seu uso abrange todos os alunos da escola, incluindo os que não possuem capacidade eleitoral ativa.

3 – Após a votação, se a execução da proposta vencedora não esgotar a verba atribuída ao orçamento participativo da escola, podem ser consideradas para execução também a proposta ou propostas seguintes, até ao limite da verba constante no referido orçamento participativo.

 

Artigo 9.º
Financiamento

1 – O orçamento participativo de cada escola, nos termos do artigo 1.º, é igual a € 1 por cada aluno do 3.º ciclo do ensino básico e/ou do ensino secundário que frequente os referidos estabelecimentos de ensino.

2 – No caso de escolas com menos de 500 alunos elegíveis nos termos do número anterior, o valor do orçamento participativo é de € 500.

3 – A contabilização dos alunos para o efeito do cálculo do orçamento participativo nos termos do n.º 1 tem em conta, em cada escola, o número de alunos elegíveis a 30 de novembro.

4 – Os montantes transferidos pelo IGeFE, I.P., para efeitos de financiamento dos orçamentos participativos não podem ser utilizados para outras despesas.

 

Artigo 10.º
Financiamentos suplementares

1 – Para além do valor definido no artigo anterior, o Diretor e o Conselho Administrativo do agrupamento de escolas ou escola não agrupada, considerando a sua disponibilidade financeira e o seu projeto educativo, pode atribuir um financiamento suplementar ao orçamento participativo da escola.

2 – Os proponentes podem desenvolver atividades de angariação de fundos para as suas propostas, junto da comunidade local, no sentido da complementaridade do valor atribuído à respetiva escola.

 

Artigo 11.º
Acompanhamento e Supervisão

1 – A DGEstE é responsável por disponibilizar aos agrupamentos de escolas e escolas não agrupadas, atempadamente, toda a informação oficial relativamente a esta medida e apoiar a busca de soluções para as dificuldades que surjam localmente à sua execução.

2 – A Inspeção-Geral da Educação e Ciência é responsável por receber e avaliar qualquer queixa que surja, por parte de elementos das comunidades educativas, relativamente a eventuais infrações na execução da medida, em qualquer das etapas definidas no presente regulamento.

 

CONTRATAÇÃO DE ESCOLA DO GRUPO 320 – FRANCÊS – 12h

Aviso de Abertura

Encontra-se aberto o concurso de Contratação de Escola para o horário do grupo de recrutamento 320 – Francês – 12 horas, para o Agrupamento de Escolas de Góis, até ao dia 10 de março de 2021.

Modalidade de contrato a termo resolutivo: Contrato Individual de Trabalho

Duração do contrato: Temporário

Local de trabalho: Escola Básica de Góis – 3º Ciclo

Caracterização das funções: Docência

Para o presente procedimento concursal, o tempo de serviço a considerar deverá ser contabilizado até 31 de agosto de 2020.

Os candidatos deverão enviar os comprovativos das habilitações e do tempo de serviço indicado na candidatura para o email da Direção: direcao@aegois.com, durante o período em que decorre a candidatura.

 

CRITÉRIOS PARA CONTRATAÇÃO DE ESCOLA

Os critérios de seleção de candidatos à docência no Agrupamento de Escolas de Góis estão de acordo com a legislação em vigor e que se encontram na Página da DGAE, no SIGRHE.

Góis, 5 de março de 2021

A Diretora do Agrupamento: Cristina Maria dos Santos Martins

14º CONCURSO NACIONAL DE LEITURA – 1ª FASE – DIVULGAÇÃO DOS PARTICIPANTES DOS 1º, 2º E 3º CICLOS E DA PONTUAÇÃO FINAL

Parabéns a todos os alunos pela participação e pela sua prestação nesta primeira fase do concurso.
Em cada nível de ensino são apurados os três alunos que possuem as classificações mais elevadas, estando os mesmos identificados em cada uma das grelhas.
A última listagem representa os alunos dos 1º, 2º e 3º Ciclos apurados para a Fase Intermunicipal, a organizar pela Biblioteca Municipal da Mealhada no dia 16 de abril de 2021.
Continuem a participar nesta belíssima iniciativa!
Deixo um agradecimento à Equipa da BE/CRE e ao Professor Bibliotecário, às colegas do 1º, 2º e 3º Ciclos que participaram e colaboraram nesta iniciativa e à Biblioteca Municipal.
A Diretora do Agrupamento: Cristina Martins

CONCURSO DE DISFARCES/ FANTASIAS/ MÁSCARAS 2021

PUBLICAÇÃO DO RESULTADO FINAL DA VOTAÇÃO PELO JÚRI – EDUCAÇÃO PRÉ-ESCOLAR

1º LUGAR: “Princesa da Peralta”

2º LUGAR: “Robo”

3º LUGAR: “A Sereia”

4º LUGAR: “Lego Reciclado”

5º LUGAR: “Pirata”

“Borboleta”

6º LUGAR: “Cubo Mágico”

7º LUGAR: “Gato”

“Gata”

PARABÉNS A TODOS OS PARTICIPANTES E AOS PREMIADOS!

Tal como anunciado no Regulamento do Concurso, todos os participantes receberão um diploma de participação.

Serão premiados os 1.º, 2.º e 3.º lugares por nível de ensino.

Dadas as circunstâncias do momento, os diplomas e prémios serão entregues aquando o regresso ao ensino presencial.

A Diretora do Agrupamento: Cristina Martins

Data: 23-02-2021